Tratamento para intolerância à lactose

A intolerância à lactose é o nome que designa a incapacidade do organismo em digerir o açúcar lactose, encontrado no leite e seus derivados.

Por essa razão, a intolerância à lactose é também denominada comummente como alergia ao leite.

Para a lactose ser digerida pelo organismo humano, o intestino delgado tem de produzir uma enzima especial, chamada de láctase.

Se não for produzida em quantidades suficientes, irá causar a não digestão da lactose, provocando assim a intolerância a este açúcar.

Por exemplo, esta enzima nasce já com os bebés, que estão assim preparados para digerir o leite materno.

Pelo contrário, se nascer prematuro, é comum o bebé sofrer de intolerância à lactose, já que o seu intestino ainda não começou a produzir esta enzima.

Os sintomas da intolerância à lactose estão diretamente relacionados com a incapacidade de digestão deste açúcar.

Assim, após a sua ingestão, entre 30 minutos a duas horas, podem ocorrer cólicas, diarreia, náuseas, inchaço abdominal e flatulência.

Nos bebés, ou crianças mais jovens, pode mesmo haver ao longo do tempo sinais como a perda de peso ou um crescimento lento.

Tratamento para intolerância à lactose

Tratamento de Intolerância à lactose

A intolerância à lactose não é um problema curável. A incapacidade do intestino delgado em produzir a láctase é permanente, e como tal, o tratamento vai incidir na adaptação da dieta alimentar para a utilização de substitutos do leite.

Para que a maioria dos sintomas da intolerância à lactose melhorem, basta retirar todos os produtos lácteos da dieta diária.

Se não quiser remover totalmente os produtos lácteos, há alguns que são de digestão mais simples, não provocando os sintomas acima mencionados.

Por exemplo, queijo, leite de manteiga, leite de cabra, iogurte, batidos, queijos duros, são alimentos que contêm níveis mais baixos de lactose, e por isso, mais facilmente tolerados pelo organismo.

Há ainda produtos lácteos livres de lactose, especialmente preparados para crianças e adultos com intolerância à lactose. Leite de vaca tratado com láctase, leite e derivados sem lactose, leite de soja, leite de arroz, são exemplos.

Por fim, de maneira a facilitar a digestão de produtos lácteos, podem também suplementar a sua dieta diária com comprimidos de láctase.

A nível de suplementação, é importante referir que, mesmo com todos estes cuidados, a quantidade de leite ingerida será sempre inferior a uma pessoa sem intolerância à lactose.

Este facto leva a que possa ocorrer deficiência de nutrientes essenciais existentes no leite, como a vitamina D, cálcio, proteínas e riboflavina.

Assim, será igualmente importante suplementar a sua dieta com estes nutrientes.

Compartilhar Artigo ;)

Tratamento para intolerância à lactose