Queda de Cabelo

Cada vez mais, a aparência física é um fator essencial para o bem-estar e equilíbrio emocional, tanto das mulheres como dos homens. Assim sendo, é claro que a queda de cabelo pode afetar este equilíbrio e preocupar demasiado quem dela sofre.

O ciclo de vida de cada um dos nossos 100 mil cabelos anda à volta dos dois a seis anos e o seu crescimento mensal ronda dos dois centímetros. Diariamente, caem cerca de 50 a 100 frios, sendo esta queda perfeitamente normal. Começa a ser preocupante quando o numero de cabelos mortos ultrapassar em muito este valor.

Atualmente, a queda de cablo é um problema que afeta pessoas de qualquer idade, sendo que os primeiros sintomas, como alguma comichão e ardor, podem nem incluir a própria perda de fios.

As causas para este fenômeno podem ser várias, entre elas a má alimentação (uma dieta alimentar desequilibrada), o stress ou até distúrbios emocionais. Contudo, a hereditariedade pode também ter uma certa influência, assim como uma oleosidade excessiva ou certas alterações hormonais. Medicamentos, doenças, má circulação do couro cabeludo, aplicações de certos produtos químicos e a utilização de acessórios que prendem ou puxam demasiado os cabelos podem ser outros dos possíveis responsáveis por uma queda exagerada de fios.

Queda de Cabelos – Causas, Dicas e Tratamentos Caseiros

Queda de Cabelo – Tratamentos

Numa primeira fase, o mais indicado é proceder-se a exames microscópicos de cabelos, com o intuito de analisar o estado do bolbo capilar. Se as causas fisiológicas para a queda de cabelo são graves, a pessoa deve consultar um dermatologista, para se efetuar um tratamento médico (por via interna), que funcionará em conjunto com outro tipo de tratamento (externo), efetuado por um esteticista.

No entanto, seja qual for a solução mais indicada, o tratamento deve sempre incluir quatro fases: a limpeza, a desintoxicação, a oxigenação e a hidratação do couro cabeludo. Será a terceira a mais importante, pois é a falta de oxigenação que provoca o enfraquecimento das células presentes no couro cabeludo. Esta carência é, muitas vezes, causada pelo stress e por um estilo de vida sedentário (e consequente má circulação sanguínea), além de uma dieta alimentar incorreta.

Na segunda fase do tratamento da queda de cabelo, processa-se a regeneração do bolbo capilar, feita através das massagens no couro cabeludo com produtos terapêuticos – inserem-se oligoelementos, indicados para cada caso, para uma maior penetração e resultado desses mesmos produtos. Este tratamento tem de ser continuado e dura, em média, dois a três meses.

A alimentação, como já foi referido, também tem muita influência na recuperação dos fios perdidos (ou na prevenção dos que ainda não caíram), pelo que também se deve adotar uma melhor dieta, isto porque a queda de cabelo pode estar relacionada com a falta de uma proteína (a queratina), pelo que deve procurar ingerir bastantes proteínas (carne, leite, queijos e ovos) que fornecem os nove aminoácidos essenciais ao organismo. Ao contrário, evite o excesso de vitaminas A.

Compartilhar Artigo ;)

Queda de Cabelo