É possível (voltar a) ter um bumbum invejável

Umas nádegas firmes e bem tonificadas fazem toda a diferença na silhueta e são muitas as mulheres que procuram reconquistar as formas da juventude. Porém, a própria forma dos músculos (muito grandes ou pouco desenvolvidos), o facto de terem perdido tonicidade e se encontrarem “descaídos” nem sempre são fáceis de combater com recurso a dietas ou exercícios. Pode ser, então, chegada a hora de procurar a ajuda de cirurgião plástico. Existem vários tipos de intervenções cirúrgicas que visam a melhoria da aparência e a boa forma dos glúteos.

Inclusão de próteses de silicone

As próteses, são introduzidas através de uma incisão de seis centímetros no sulco interglúteo e colocadas numa área interna da musculatura glútea, no terço superior, de maneira que se possa obter uma projecção bonita e permanente. Não pode ser colocada abaixo da pele ou no tecido subcutâneo porque, com o passar do tempo cai e fica muito feia, tendo de ser retirada. Com as próteses, conseguimos os melhores, mais permanentes, mais seguros e mais belos resultados.

O único aviso para o paciente é que não pode receber injecções intramusculares nesta região. O procedimento pode ser realizado sob anestesia geral, sedação anestésico ou epidural, exige internamento entre 12 a 24 horas e um determinado repouso para a recuperação até à retirada dos pontos. A prática de exercícios físicos é aconselhada somente após 30 ou 60 dias. O paciente pode sentar-se, com cuidado, sem nenhum problema nos primeiros dias.

 Lipoescultura

Outro procedimento muito utilizado para aumentar o bumbum é o enxerto de gordura do próprio paciente. A este procedimento chama-se lipoescultura. O cirurgião, faz uma lipoaspiração de células gordurosas, os adipócitos, filtra esta gordura e enriquece-a com plasma da pessoa  obtido do próprio sangue, que é rico em células e factores de crescimento. Este plasma, rico em factores de crescimento (PRFC), estimula a revitalização das células adiposas, permitindo o preenchimento e o aumento do bumbum, com o próprio tecido adiposo.

A recuperação é rápida, não ultrapassando cinco a sete dias, sendo que, quando surgem efusões hemorrágicas ou hematomas, podem permanecer ate 15 dias. Este é um tipo de procedimentos muito utilizado.

Com esta nova técnica de lipoenxertia ou lipofiling, associado ao PRFC, o índice de aceitação das células enxertadas pode chegar a mais 50 por cento, o que é excelente. Existem no entanto, limites nas quantidades a serem enxertadas e este limite depende do tamanho de cada bumbum… O procedimento pode ser realizado sob anestesia local ou epidural, exigindo poucas horas de internamento. Os custos deste procedimento são inferiores aos das próteses e a recuperação muito mais rápida.

É possível (voltar a) ter um bumbum invejável

Bioplastia

Define-se como todo o procedimento de medicina estética para preencher,modelar ou aumentar uma determinada área anatómica da face ou do corpo com produtos biocompatíveis.

Que produtos são estes? São produtos que não são rejeitados pelo organismo humano e, portanto, não determinarão defeitos futuros nem farão mal à saúde.

Existem produtos permanentes; os mais utilizados são os PMMA-polimetilmetacrilato. Em Portugal, não se encontram aprovados na forma diluída, como acontece para utilização no Brasil para lá serem submetidas a bioplastias. Porém, mesmo no Brasil, o Conselho Federal de Medicina (CFM) já se pronunciou e recomenda que o produto só possa ser utilizado em pequenas quantidades. Apesar de ser um óptimo produto para preencher definitivamente uma região subcutânea e subdérmica, ainda não se tem uma noção perfeita de como se comportarão daqui a 10 ou 15 anos, quando injectados dentro da musculatura.

Existem ainda, produtos temporários que permanecem cerca de dois a três anos e podem ser reaplicados. É o caso de ácido hialurónico, conhecido comercialmente como Macrolane. Sob anestesia local, é injectado no bumbum, em vários planos, de maneira que promovam a projecção e forma desejada explica. Injectado através de microcânulas, não exige do paciente muito repouso, sendo poucos os riscos observados. Quando o produto começar a ser reabsorvido, dois a três anos depois, pode ser reaplicado novamente. Trata-se de um produto bem mais caro do que o PMMA, chegando ao preço de uma prótese.

Lifting de glúteos

Outra forma de tratar o bumbum, nádegas ou glúteos caídos é a cirurgia do lifting de glúteos. Esta cirurgia pode ser realizada através de uma pequena cicatriz, que vai dos sulcos glúteos até metade da distância dos ilíacos de cada lado, ou pode ser realizada também por uma pequena incisão no sulco glúteo inferior- A técnica proposta dependerá sempre do que o cirurgião observa e encontra no paciente. Não é incomum associarem-se duas ou mais técnicas para obter um óptimo resultado. É completamente diferente fazer uma cirurgia numa paciente jovem, com pele elástica e normal e fazer uma cirurgia numa paciente com a pele muito flácida, cheia de celulite e estrias ou após emagrecer 40 quilos. Por essa razão, é importante consultar um profissional experiente, não só em medicina estética, como em cirurgia plástica.

Reduzir o volume

Se muitas mulheres querem um bumbum maior e mais projectado, muitas outras queixam-se do problema contrário. O volume, o excesso de gordura que as afecta e deforma e a celulite estão entre os inimigos mais temidos das nádegas. Quando estes problemas resistem a todo tipo de dietas e exercício, o tratamento pode passar pela lipoaspiração, ou lipoplastia, procedimento que remodela as pernas e as nádegas removendo, de forma permanente, depósitos localizados de gordura. A aspiraçãoné feita através de cânulas inseridas na parte inferior das costas, imediatamente acima das nádegas, na parte detrás da coxa, abaixo das nádegas ou na anca, ao lado das nádegas.

1

Compartilhar Artigo ;)

É possível (voltar a) ter um bumbum invejável