É possível (voltar a) ter um bumbum invejável

Umas nádegas firmes e bem tonificadas fazem toda a diferença na silhueta e são muitas as mulheres que procuram reconquistar as formas da juventude. Porém, a própria forma dos músculos (muito grandes ou pouco desenvolvidos), o facto de terem perdido tonicidade e se encontrarem “descaídos” nem sempre são fáceis de combater com recurso a dietas ou exercícios. Pode ser, então, chegada a hora de procurar a ajuda de cirurgião plástico. Existem vários tipos de intervenções cirúrgicas que visam a melhoria da aparência e a boa forma dos glúteos.

Inclusão de próteses de silicone

As próteses, são introduzidas através de uma incisão de seis centímetros no sulco interglúteo e colocadas numa área interna da musculatura glútea, no terço superior, de maneira que se possa obter uma projecção bonita e permanente. Não pode ser colocada abaixo da pele ou no tecido subcutâneo porque, com o passar do tempo cai e fica muito feia, tendo de ser retirada. Com as próteses, conseguimos os melhores, mais permanentes, mais seguros e mais belos resultados.

O único aviso para o paciente é que não pode receber injecções intramusculares nesta região. O procedimento pode ser realizado sob anestesia geral, sedação anestésico ou epidural, exige internamento entre 12 a 24 horas e um determinado repouso para a recuperação até à retirada dos pontos. A prática de exercícios físicos é aconselhada somente após 30 ou 60 dias. O paciente pode sentar-se, com cuidado, sem nenhum problema nos primeiros dias.

 Lipoescultura

Outro procedimento muito utilizado para aumentar o bumbum é o enxerto de gordura do próprio paciente. A este procedimento chama-se lipoescultura. O cirurgião, faz uma lipoaspiração de células gordurosas, os adipócitos, filtra esta gordura e enriquece-a com plasma da pessoa  obtido do próprio sangue, que é rico em células e factores de crescimento. Este plasma, rico em factores de crescimento (PRFC), estimula a revitalização das células adiposas, permitindo o preenchimento e o aumento do bumbum, com o próprio tecido adiposo.

Continuar a Ler...

Compartilhar Artigo ;)

É possível (voltar a) ter um bumbum invejável