Dieta PALEO

Neste artigo poderá conhecer o que é a dieta PALEO, e ainda, os pressupostos em que se baseia.

Emagrecer e dietas saudáveis são das palavras mais ouvidas atualmente, sendo cada vez mais as pessoas preocupadas com a sua alimentação e com o seu peso.

Existem diversos métodos e teorias quanto à melhor maneira de controlar o peso e de manter-se saudável, e uma das mais recentes é a dieta PALEO.

Dieta do Paleolítico

Dieta PALEO

A dieta PALEO é um tipo de alimentação que consiste em seguir a dieta que o homem do paleolítico usava. Os nossos antepassados, antes de começarem a utilizar o fogo, tinham uma dieta que se baseava sobretudo em alimentos colhidos da natureza e na caça.

Estes seres humanos, que viveram há milhares de anos atrás, tinham uma alimentação que foi alterada de forma radical a partir do momento em que se começou a usar o fogo para cozinhar os alimentos.

A dieta do paleolítico pretende seguir os pressupostos anteriores a essa mudança alimentar, que na opinião do criador da dieta PALEO, é mais adequada ao organismo humano.

De seguida poderá conhecer os vários pressupostos da dieta PALEO.

– A alimentação humana tem de conter mais carne do que a atualmente consumida. Prefira carnes de ruminantes (cabra, vaca, borrego, etc.), já que contêm maior quantidade de proteínas completas e gorduras essenciais. Pelo contrário, deve consumir com maior moderação a carne de frango e de porco. Além disso, não deve evitar a gordura animal.

– A dieta PALEO deve também ser rica em marisco e peixe, sobretudo os mais gordos, como a sardinha ou o salmão.

– Não deve ingerir cereais ou alimentos feitos com farinha. Assim, pão, massa, bolachas, bolos, etc., são proibidos nesta dieta. As sementes da qual é feita a farinha não são, na opinião dos criadores desta dieta, adequados ao corpo humano, causando deficiências de minerais. Se não conseguir passar sem hidratos de carbono, prefira aqueles ricos em amido, como por exemplo, a batata.

– Todos os alimentos “líquidos”, como leite, batidos, sumos, iogurtes, etc., devem ser evitados. Deve beber preferencialmente água.

– Não deve utilizar açúcar, ou qualquer outro tipo de adoçante.

– Deverá cozinhar com gorduras de origem animal, especialmente de ruminantes. A banha de porco não é adequada. Gorduras vegetais como o azeite devem apenas ser consumidas com moderação, no tempero.

Para terminar a dieta PALEO deve conter alguns suplementos, para compensar certas atividades que o homem do paleolítico tinha, e que agora já não tem com a mesma frequência.

Por fim, o exercício físico é fundamental nesta dieta, que valoriza a musculação ao cárdio.

Compartilhar Artigo ;)

Dieta PALEO