Depressão pós-parto: causa, sintomas e tratamento

Por muito que um bebé seja planeado, desejado e muito amado, a recente mamã pode sentir alguma tristeza e irritabilidade, ou seja, pode estar a sentir uma depressão pós-parto. Algumas mulheres nem chegam a sentir a depressão, mas em alguns casos a depressão pós-parto é bastante grave e necessita de um acompanhamento médico.

O nascimento de um bebé é um momento muito especial para todas as famílias, no entanto, algumas mães não conseguem viver este momento em toda a sua plenitude, a depressão pós-parto deve ser detetada e tratada o mais cedo possível, ainda existe muito o receio de assumir que se sofre de uma depressão pós-parto, mas parte do tratamento passa por admitir que tem um problema.

Depressão pós parto: causa, sintomas e tratamento

Causa da depressão pós-parto

A depressão pós-parto ocorre, na sua maioria, 3 meses após o parto, mas pode acontecer mais cedo logo a seguir ao parto ou até 1 ano após o parto. A principal causa para o seu aparecimento são as alterações nos níveis hormonais.

Sintomas de depressão pós-parto

Os sintomas variam muito de mulher para mulher. Os sintomas da depressão pós-parto são os mesmos da depressão comum.

  • Irritação;
  • Sensação de ansiedade;
  • Tristeza;
  • Falta de apetite;
  • Sensação de inutilidade ou perda
  • Falta de energia e de prazer em actividades do dia-a-dia;
  • Falta de concentração;
  • Problemas em dormir;

Em casos muito graves a mãe pode mesmo rejeitar o bebé e ser incapaz de se cuidar de si e do seu bebé, é importante que o pai e as pessoas mais próximas estejam atentos quando a mãe apresenta alguns destes sintomas, é importante consultar um médico o mais cedo possível.

Tratamento da depressão pós-parto

Na consulta o médico os sinais ou riscos de uma depressão. O tratamento para a depressão pós-parto passa muitas vezes pelo uso de medicamentos, terapia ou uma combinação dos dois. Os medicamentos utilizados são compatíveis com a amamentação.

1