Alimentos ricos em ferro

O ferro é um nutriente extremamente importante na gravidez, o ferro é essencial para crescimento e metabolismo energético do bebé.

Durante a gravidez, a quantidade diária necessária é maior, é importante, que através das análises a grávida controle os níveis de ferro e controle o risco de anemia. A anemia é bastante problemática durante a gravidez para a mulher e, especialmente, para o bebé podendo aumentar o risco de baixo peso à nascença, nascimento de bebés pré-termo e mortalidade perinatal.

Alimentos ricos em ferro

A Importância do Ferro em nossa alimentação

O Ferro é um elemento de origem mineral que se encontra presente em vários alimentos, a sua absorção varia de pessoa para pessoa, por este motivo as mulheres grávidas podem necessitar de tomar suplementos de ferro para garantir que consomem a quantidade necessária para uma gravidez saudável.

Sintomas de carência de ferro

Fadiga
Unhas fracas
Queda de cabelo
Síndrome das pernas irrequietas
Palidez

Benefícios do ferro

Ajuda a formação da hemoglobina do sangue e da respiração celular.

Fornece oxigénio aos músculos e cérebro.

Regula a temperatura corporal.

Previne a anemia.

Fortalece o sistema imunitário.

Ajuda a atenuar a insónia.

Ajuda na concentração.

Alimentos ricos em ferro

O ferro está presente em vários alimentos de origem animal e vegetal. O ferro de origem animal é melhor aproveitado pelo organismo. As carnes vermelhas, principalmente fígado, a carnes de ave, mariscos crus e peixe são excelentes fontes de ferro. Faça uma alimentação saudável e equilibrada, tente comer um pouco de tudo e incluir na sua alimentação diária alimentos como:

Carne de vaca
Costeleta de porco
Carne de cavalo
Frango
Feijão manteiga
Grão-de-bico
Grão de soja
Couve-galega
Couve portuguesa
Espinafres
Brócolos cozidos
Alface
Alho
Pão integral
Carapau
Queijo flamengo
Fígado grelhado

Excesso de ferro no organismo

As necessidades diárias de Ferro, variam conforme a idade, o sexo de cada indivíduo, as grávidas, mulheres em idade reprodutora e as crianças têm mais necessidades. Não existem muitos riscos de consumir excesso de ferro através da alimentação.